sexta-feira, abril 28, 2006

Conceito para Educação Científica

Apresentamos a seguir a construção de um conceito para Educação Científica, a partir da leitura do livro de José Guerreiro Murta, complementado por definições em torno do tema.

Livro: Educação Científica
Autor: José Guerreiro Murta
Editora: Augusto Sá da Costa
Lisboa- Portugual / Ano 1931

" A instrução que dá frutos é a que se conquista com a própria vontade" pag.34, 3§

O autor conceitua Ciência na pag. 09: " A palavra ciência vem do latin "scientia" que designa um conhecimento geral, isto é, um conjunto vasto de conhecimentos particulares entre si".
O autor não enuncia diretamente o que é Educação Científica, no cap. VI entitulado "Educação Científica", onde esperavamos encontrar um conceito para o tema, o autor não o desvelou, para nossa surpresa, mas na verdade ele tenta construir este conceito em todo contexto de sua obra.
Tomando por base os conceitos para Educação , enunciados por Durkhein e prof. João Valdir Alves de Souza, podemos construir um conceito para Educação Cientifica a partir destes.

" Educação é a ação exercida pelas gerações adultas sobre as gerações que não se encontram ainda preparadas para a vida social." (Durkhein,1987)

"Educação é uma prática social que acontece em todos os lugares onde exista uma sociedade. Ela é a condição da continuidade da vida social." (João Valdir,2002)

Após encontrar o conceito dado à Ciência por José Guerreiro, e demais conceitos para educação, podemos construir uma definição nesta luz para " Educação Científica", que apresentamos a seguir: "Educação Científica é o processo de desenvolvimento propiciado ao ser humano na busca do conhecimento geral, composto de um vasto conjunto de conhecimentos particulares entre si, sendo difundida pela ação exercida pelas gerações adultas (não entenda aqui como geração mais velha, e sim geração mais desenvolvida na apropriação do conhecimento), sobre as gerações ainda não preparadas (não entenda aqui como geração mais nova ou infanta e sim geração a se apropriar do conhecimento científico de determinada sociedade).

Segundo José Guerreiro, a Educação Científica compreende duas partes essênciais distintas:

1ª - O desenvolvimento de certas qualidades: a observação, o raciocínio e a imaginação.

2ª - A aquisição de certos conhecimentos do mundo exterior como propriedades mais importantes da matéria, os fenômenos e as relações essênciais entre esses fenômenos, isto é, as leis.

4 Comments:

At 10:37 AM, Blogger ELER said...

Este comentário foi removido por um administrador do blog.

 
At 10:32 AM, Blogger ECCT-VENTURA said...

Na Europa, as revistas de divulgação científica (tipo Galileu, Super Interessante, etc.) vendem tanto quanto as outras, são sucesso editorial. Será que eles têm melhor educação científica que nós? Acho que sim, pelo que eu vi quando morei na França. Talvez seja verdade o comentário anterior: precisamos mais de tecnologia que de ciência, no cotidiano, só que não existe desenvolvimento e educação tecnológica sem desenvolvimento e educação científica. E se o povo não tem educação, como nossos represntantes nas tomadas de decisões, nos congressos da vida, poderiam fazê-lo com conhecimento de causa? Dois exemplos recentes: a viagem do nosso astronauta (com mais educação científica não o teríamos enviado para uma aventura inóqua e cara), e a escolha da tv digital (com mais educação tecnológica não escolheríamos o modelo japonês). É aí que o bicho pega. A viagem do astronauta foi uma decisão de nosso presidente e de nossos militares, a escolha do modelo japonês é pressão da Globo em nosso ministro das comunicações, eterno reporter da emissora global. Paulo

 
At 11:15 AM, Blogger ELER said...

"Shamos (1988) já há muito
tempo vem defendendo que a verdadeira alfabetização científica para a maioria das pessoas é provavelmente irreal porque até mesmo muitos cientistas
poderiam ser considerados analfabetos em ciências. Ele acrescenta que “a alfabetização científica não é essencial para preparar pessoas para uma sociedade que cresce em tecnologia”.

SHAMOS, Morris. The Flawed Rationale of Calls for Literacy. Education Week.
p. 18, 22, 1988.

O que o grupo pensa a respeito desta opinião? ;-)

10:37 AM

 
At 11:17 AM, Blogger ELER said...

Publicamos parte de um artigo que ilustra bem a necessidade de educação científica, meninas.

Vejam no Webfólio Letramento.

 

Postar um comentário

<< Home